Publicidade

Publicidade

09/02/2010 - 19:12

Ideias boas de casas

Compartilhe: Twitter

Oi Mary Comprei um terreno com 12 de frente 37 de comprimento por 18 de fundos, e o mesmo começa com declive de 2,5 mts ao nível da rua e depois vai tornando bem mais suave (na extensão de 33 mts um declive próximo de 2 mts. Penso em fazer uma casa de e quartos , suíte, garagem e no Maximo de dois níveis. Por gentileza, tens alguma sugestão ou algum projeto similar para que possamos ter uma noção?

Olá Joseph , idéias, mais idéias, vamos lá.Um projeto para um terreno maior que o seu e com um pouco mais de declividade.Para uma casa em Barueri o Arq Marcio Mazza se aproveitou da declividade e dividiu a casa em dois blocos em níveis diferentes, setorizou os ambientes e mexeu muito pouco com terraplanagem.Esta é uma ótima receita!Veja como ele interpretou esta receita:

 corte marcio mazza

2pav marcio mazza1 pav marcio mazza

resultado estético:

cobertura_escada

O visual e acabamentos estão meio brutalistas, por opção provavelmente de cliente e arquiteto,  mas você pode dar toda uma releitura deste conceito, utilizando outros métodos construtivos também.Daí vem minha eterna dica, contrate um arquiteto!

Autor: - Categoria(s): construção, desenhos, pergunte que respondo Tags: , , , ,
05/02/2010 - 18:12

Terrenos difíceis

Compartilhe: Twitter

 

Oi mary estou com um problema e gostaria muito que vc me ajudasse como um ótima arquiteta que é você. Tenho um terreno com nível abaixo do terreno com apenas 6 metros de frente e 23 de comprimento e 12 no fundo resumindo é um  triangulo. Só que já construí a minha casa assim mesmo abaixo do lote com 5 cômodos e uma varandinha na frente o meu quarto ficou na frente e teve que ficar como um triangulo. Agora gostaria de fazer uma garagem na frente e não quero que fica também fora do nível pensei em fazer co um alicerce nivelado com a rua somente a garagem e outro espaço deixaria para a entrada da casa com escadas. Porem não sei se é uma atitude certa e gostaria muito que vc me ajudasse.A minha casa ainda não é murada e pretendo murar neste mês já construindo  a garagem. dê uma dica xau bjsss.

 

Dicas para quem já construiu…Bom melhor seria se tivesse o projeto com um arquiteto antes… Depois é tentar reverter a situação…Como não tenho sua planta comigo te dou uma solução pára um terreno difícil em declive e triangular.

Na verdade um arquiteto pode pensar em milhões de soluções para o teu terreno e a sua garagem, então te mando uma bem simples, para que você saiba que pode fazer a garagem no nível da rua e criar um talude de contenção, entre a garagem e a casa.A casa estaria de 2 a 3 metros abaixo do nível da rua e, portanto escondida, o que pode ser bem interessante do ponto de vista da privacidade, acústica, mas nem tanto em relação à insolação.O problema é que você respeita o nível natural do terreno  e fica lindo, já seu vizinho vem e constrói uma mega casa tipo elefante no pires e acaba com seu sol!E você pensa, maldita hora que respeitei a declividade  e os recuos nesta cidade ou neste país sem lei e respeito pelos concidadãos…

Mas Não!Não desanime, pinte de branco os muros internos, e use e abuse de espelhos para refletir a luz do sol para o andar inferior, misture com plantas e “Voilá”!Vai matar de inveja seus vizinhos!

IM1

Autor: - Categoria(s): cidade e cidadania, construção, desenhos, miscelanea, pergunte que respondo Tags: , , ,
19/01/2010 - 18:39

Brincando de casa

Compartilhe: Twitter

Novas assimetrias nos projetos têm se mostrado um novo  movimento na arquitetura.Como podemos intitular?Desconstrutivismo?Assimetrismo?

O espaço interno parece ficar mais insólito, obrigando os moradores a talvez reverem o seu “lifestyle”.Lógico que menos é mais nestes espaços internos, colocar um lustre de cristal ou um monte de mobiliário convencional vai brigar  com as formas arrojadas.Mas que tipo de cliente moraria numa casas dessas? Imaginou colocar cortinas?Tenho certeza que funciona como uma obra de arte habitável e de forma muito lúdica, mas você precisa “livrar a sua mente” no melhor estilo MATRIX para tanto.

 

O escritório autor destes belos projetos conceituais, porém habitáveis é o chileno Pezo Von Ellrichshausen Architects.São um pouco áridos para nossa realidade  úmida brasileira

 

     
PEZO VON ELLRICHSHAUSEN ARCHITECTS

W_030_WOLF_04

a surpresa pode reinar nestes espaços

W_047_FOSC_03

na falta de verde pinte a sua casa de verde

W_018_POLI_03

 

W_018_POLI_05

 

W_011_RIVO_05

 

W_011_RIVO_02

nada mal , uma construção que não agrediu seu entorno

W_011_RIVO_04

Autor: - Categoria(s): cidade e cidadania, construção Tags: , ,
24/12/2009 - 18:47

BONITO E BARATO?

Compartilhe: Twitter

Olá Mari,

Muito legal seu blog, parabéns.
Tenho um terreno na praia (14×35m) e estou interessado em construir. Não disponho de dinheiro suficiente para a obra agora e comecei a analisar as possibilidades de redução de custo pra obra.
A primeira coisa q me deixou bem impressionado tanto pela facilidade quanto pela redução do tempo foi o uso de estruturas de metal. A casa é de praia e não precisa de luxo, longe disso.
Deixa eu te passar a minha idéia. Imagino um galpão quadrado de 100 m2 aproximadamente, com altura para 2 andares (5,4m). Na frente da casa vaga para garagem entrando na estrutura. A parte de trás da casa que fica para dentro do terreno praticamente sem parede e somente vidros. Internamente um mezanino servindo de teto para a garagem onde ficaria também a área dos três quartos e 1 banheiro. Logo abaixo do banheiro de cima o banheiro do térreo que ficaria para o lado de fora da casa. Logo ali do lado do banheiro para dentro da casa a cozinha embutida na sala que é a área restante inteira do térreo. Assim toda a tubulação de água ficaria centralizada.
Ainda penso em utilizar tubulação de energia toda aparente, como se vê em empresas, e as paredes laterais em tijolo aparente Algumas paredes poderiam ser rebocadas para não ficar um ambiente pesado. Não sei como fica a conexão entre parede de tijolo e a estrutura de metal. Somente na área dos quartos poderia ser utilizado paredes do tipo drywall. O piso da sala concreto cru (acho que se aplica verniz).

Me diga o que você acha da idéia e se teria uma economia significativa. Minha idéia é q seja uma casa diferente, mas com um estilo. Não sei se estou exagerando na idéia.

Obrigado!

 

Olá José!Nada de exagero!Ao contrário pode dar muito samba esta idéia, remete um pouco a uma concepção estilo loft.POis é despojada e ampla.

Em praia não precisamos de altos luxos, portanto acabamentos como cimento queimado, tijolo aparente e condulete aparente combinam bem, principalmente a história de pé direito duplo.

Logicamente mesmo a idéia parecendo um galpão é importante você destinar uma pequena parte do orçamento total ao arquiteto que irá projetar em detalhes a compartimentação dos ambientes, escolher a melhor face, acabamentos baratos e bonitos, elementos arquitetônicos para satisfazer o conforto térmico, acústico, luminotécnico e ambiental e irá detalhar a infra-estrutura elétrica e hidráulica.

Não tem dica que te satisfaça por completo neste momento, apenas te adianto que estrutura metálica você ganha em rapidez e esbelteza, mas no custo, acaba perdendo.

Tenho gostado muito das casas com bloco de concreto acabadas, o aspecto é de modernidade pura e a economia é grande.

 i141232

arquitetos Antonio Ferreira Junior e Mario Celso Bernardes

i141234

 

 

est6_yamada4

estudio 6 arquitetos

est6_yamada6

Autor: - Categoria(s): construção, pergunte que respondo Tags: , , , , , ,
03/11/2009 - 16:52

Log home ou Casa de tora

Compartilhe: Twitter

Não achei o local para perguntas e dúvida por isso estou postando aqui.
Fiz um quarto TV para as crianças com toras de eucalipto, uma cima da outra criando paredes. O que usar para vedar as frestas grandes que ficaram entre uma tora e outra?

Olá Luciano.Atualmente, os movimentos ambientalistas e a conscientização popular sobre a finitude dos

recursos naturais pressionam para que as atividades na construção civil adotem soluções e

critérios construtivos menos impactantes, que garantam o manejo e o uso das edificações

alicerçadas em bases conceituais sustentáveis.Então é muito válido fazer uma cosntrução neste sentido, mesmo que seja pequena!

Untitled-2

Entre as espécies de reflorestamento cultivadas, o eucalipto é um gênero de rápido

crescimento, com boa aparência, características físicas e mecânicas razoáveis e com

condição de melhoramento, facilitando o seu uso como matéria‐prima alternativa no

mercado madeireiro. No âmbito da construção civil, o eucalipto é amplamente utilizado de

forma transitória (escoras, formas e andaimes), na execução de obras de engenharia em

geral (pontes, pórticos, etc.) e em edificações comerciais e residenciais, na forma roliça,

serrada ou laminada e colada.

 

Abaixo algumas dicas importantíssimas para quem está pensando em construir em madeira toda a casa que pesquisei em  dissertações de Cristina Steiner e Emanuella Sossai Altoé

ÁREAS CRÍTICAS – MEDIDAS PREVENTIVAS

Elementos estruturais dos pisos

térreos das edificaçõesUtilizar fundações de concreto tipo sapata corrida, com o piso elevado do

solo, provendo drenagem superficial ao redor da edificação.

Untitled-1 

Locais enclausurados, úmidos e

mal arejados, exemplo: espaço entre barroteamento

Propiciar ventilação do espaço entre o barroteamento e o solo, com o

envenenamento do solo.

Untitled-5

Untitled-6

Canalizações de água e esgoto

fixos na madeira

Propiciar o acesso fácil a rede de água e esgoto. Não deixar a madeira em

contato com a umidade, colocando uma interface de material impermeável.

Untitled-3

Batentes de portas e janelas em

contato com paredes úmidas

Impermeabilização, emprego de espécies mais resistentes e proteção de

pintura a óleo.

 

Tacos, assoalhos, assentados

sobre pisos em que a água do solo tenha acesso por capilaridade

Impermeabilização do contra‐piso em argamassa e a utilização de sarrafos

de fixação com pintura impermeável, deixando espaços entre a última

tábua do assoalho e a parede.

Untitled-4

Peças de madeira em áreas

úmidas como cozinha e banheiro.Receber revestimentos impermeáveis, tais como: tinta esmalte e tinta óleo,

tomando‐se cuidado nas extremidades das peças.

 

Lambris externos

Distanciamento mínimo recomendado do solo de 30 cm. Quando se trata

de dois pisos a transição dos lambris externos verticais deve receber

proteção metálica fazendo o papel de pingadeira. Emenda de topo dos

lambris devem sempre deixar espaço na sua junta.

 

Elementos estruturais em

contato direto com o solo ou embutido em concreto

Tratamento por processo de impregnação pressurizada. Sugere‐se que o

concreto não seja impermeabilizado, pois normalmente na sua interface

surgem frestas que permitirão infiltrações de águas de chuva. É importante

garantir a drenagem do concreto. Uma solução é utilizar dispositivo

metálico deixando a extremidade do pilar ventilado.

 

Peças de telhados, próximas a

rufos, calhas e telhas.

Devem receber atenção especial no seu detalhamento e as peças que

ficarão em contato direto com as telhas devem receber tratamento

químico, além de adotar medidas visando facilitar a substituição das

mesmas.

Os topos expostos das peças de madeira da cobertura (caibros,

terças) absorvem umidade com maior facilidade.

Untitled-7

Detalhes construtivos para proteger estas extremidades; corte em ângulo

reto das extremidades dos caibros; colocação de peças como testeira que

evitam a exposição direta das extremidades possibilitar maior rigidez do

beiral.

 

Fendas, juntas e áreas ao redor de conectores como parafusos,

pregos, etc.

Além do desenho, pode‐se fazer uso de borracha como espaçadores de

maneira para não permitir a permanência de água.

Soleira inferior do diafragma e os topos inferiores dos

montantes verticais.

Necessitam de cuidados em relação à umidade do solo. Os usuários devem

receber uma orientação sobre a prática de limpeza interna da edificação,

como não lavar o piso por exemplo. Caso o piso for cerâmico, o rodapé

deve ser do mesmo material cerâmico (10 cm).

  

 

 

 

 todas as imagens pertencem a:

http://www.fapes.es.gov.br/publicacoes/anexos/3-01/69/dissertacao_final.pdf

 

 

 

O Tratamento das frestas existentes em peças internas  como foi citado pelo internauta podem ser seladas com mastique, produto espanhol à base de silicone,

que além de resgatar a estanqueidade da tora, possui como vantagem estética o tom

aproximado à cor da madeira (figura 100).

Segundo informações cedidas pela empresa responsável o produto utilizado por ela

 

 

apresenta bom desempenho, mas não é encontrado no país. Quando não é feita a aquisição,

dependendo da situação de uso, utilizam o silicone transparente que, apesar de não

proporcionar um efeito estético favorável, mantém a estanqueidade da peça.

 

Untitled-9

 

 Figura 100 – Peça com a utilização de mastique

Autor: - Categoria(s): construção, dicas, pergunte que respondo, sustentabilidade Tags: , , , , ,
08/09/2009 - 19:46

Bela viola e pão bolorento?

Compartilhe: Twitter

Oi, Mari
Eu também possuo um terreno com declive (caído da rua pra o terreno uns 5 metros) e gostaria muito da sua opinião de profissional. O que eu devo fazer? Gostaria de construir do jeito que ele está.

O meu sonho é a minha casa ter uma frente diferente 1 garagem, o vestibulo, sala de estar imensa, sala de jantar, uma copa, cozinha,1 escritório grande, 3 quartos com suítes, sala de TV, 1 lavabo, gostaria também de um salão de festas, 1 edícula e, por fim, um olho-d’água. Gostaria muito da sua opinião para a minha construção.
Grato

Olá Tania,

Eu bem que gostaria de ajudar, mas para isso preciso saber mais do terreno. Veja só: a informação que o terreno cai 5 metros não diz nada, ou seja, se você tem um lote com 15 m de profundidade 5 m  de declive é muito mesmo, mas se você tem um lote com 50 m de profundidade, 5 m não é tanto assim.

Se o lote tem 5 m de largura complica um pouco porque daí você precisa se livrar de certos paradigmas dos nossos costumes de loteamento e divisão interna de casas herdado de Portugal. Como eram as casas e ainda são para a grande maioria? Ambientes muito compartimentados áreas de serviços e cozinhas bem separados ao fundo para o empregado usar…

Hoje, aos poucos, o conceito de casa está mudando, busca-se união visual dos espaços, fluidez e amplitude da área social em detrimento da íntima, e abertura total da área de cozinha para a área social, tornando-se a cozinha “gourmet”.

Outro detalhe de suma importância é o desejo que todos tem de entrar pela frente da casa, pode-se entrar também pelo lado, por baixo e até por cima  da casa, que pode ser o seu caso.

Também é preciso se livrar de certos hábitos de colocar a área nobre na frente da casa, hoje em dia, com o barulho da rua e principalmente pela exposição que isso pode causar, quanto menos sua casa estiver exposta e reluzente ao seus vizinhos, melhor. Chamar a atenção é perigoso por vários motivos. Se for radicalizar, é melhor pão bolorento por fora e bela viola por dentro!!!

Olha este estudo de declividade para um cliente com um desnível muito parecido com o seu, mas num lote de 30 m de profundidade numa casa em Aldeia da Serra-SP

Fico No aguardo!!

Autor: - Categoria(s): construção, pergunte que respondo Tags: , ,
01/09/2009 - 19:59

Projeto é com arquiteto

Compartilhe: Twitter

Mari, adorei o site! Estou começando o projeto de minha casa, por isso gostaria de ter algumas dicas. A casa tem 93,5m² de casa mais 53m² de garagem (que pretendo utilizar também como ambiente para confraternizações). São 3 quartos sendo que todos vão de encontro a um banheiro e uma sala e uma cozinha juntas (sem divisão). Minha maior dúvida é se esse corredor do banheiro onde se abrem todos os quartos precisa ser muito grande para gerar uma boa circulação de ar.
Obrigada!

Olá Carla, é difícil poder te ajudar nestes assuntos de divisões internas, mas vou tentar!

Se você estiver começando o projeto isso quer dizer que a casa não existe, certo? Se não existe, tanto melhor! Pois assim você consegue fazer uma obra pensada desde o começo! Em 93 m² dá para fazer uma boa distribuição. Agora se você já possui a casa e vai reformar daí são outros 500, mas também consegue um bom resultado.

Se o espaço que você tem tiver mais ou menos 4,50m por 20m dá para distribuir melhor fazendo o acesso principal a casa mais centralizado pois assim você diminui o espaço perdido em circulação inútil

Veja neste esboço bem simples como seria o arranjo de salas, seguida pela cozinha e depois pelos 3 quartos com banheiro no final. Repare na entrada, mais ao centro possível para que você possa minimizar as perdas de áreas com circulação.

Claro que, se o seu lote for mais largo, melhora a situação. Se seu lote for em declive (da rua o terreno cai) o melhor arranjo seria colocar a parte social nos fundos da casa, se for em aclive (da rua o terreno sobre) a melhor solução é colocar, se possível, uma garagem em baixo, criando dois pavimentos.

Mas são tantas opções que eu recomendo: Contrate um arquiteto! Vai custar muito menos do que você imagina e ele vai fazer um projeto que será a sua cara e será feito sob medida bem racionalizado, resolvendo estas questões de ventilação com amplas janelas e ventilação cruzada e muitas outras questões!

Boa sorte!

Autor: - Categoria(s): construção, pergunte que respondo, vida de arquiteto Tags: , ,
17/02/2009 - 15:39

Casa de campo moderna

Compartilhe: Twitter

arthur mattos casasarthur mattos casas

Esta casa tem um look bem internacional, bem poderia estar cosntruída nos EUA, ou Espanha… Mas é do arquiteto brasileiro Arthur Mattos Casas na nossa Mata Atlântica que projeta no Brasil e fora daqui.

Este tipo de casa pede um cáluco estrutural afinado com a arquitetura, pois dispõe de muitos vãos livres de grandes dimensões. Vejam a passarela, que liga as partes íntimas da casa em um vão de mais de 10m!! E o pé direito tem mais de 11m! A estrutura deverá ser metálica, proporcionando a leveza e rapidez e precisão na construção.

Uma construção destas, infelizmente não é para qualquer cliente. O valor deve chegar em R$ 2000,00/m², pelo menos.

É muito feliz no entanto, as escolhas de revestimentos, que trazem uniformidade e ainda mais grandiosidade ao espaço.

Vejam também a unificação de cores, uma arquitetura bem resolvida pode ficar assim, branca. Os detalhes construtivos são os destaques. Reaparar na escada escultural, na janela quadro-paisagem, na iluminação tipo domus no banheiro.

E a decoração foi pensada para aquecer este grande salão, reparar nas cores quentes, nos tapetes e a madeira no piso. São elementos de aconchego juntamente com a lareira que flutua no living.

Também é possível criar este efeito de limpeza de linhas em projetos em concreto armado. Mas sempre com a ajuda de um bom calculista!

Autor: - Categoria(s): construção, dicas Tags: ,
Voltar ao topo