iG

Publicidade

Publicidade

04/07/2014 - 16:31

Mudando de Pisos

Compartilhe: Twitter

Peço sua ajuda se puder me orienta querida. Estou na dúvida vou trocar o piso da sala de jantar e colocar piso na escada que sobe para os quartos. A sala de visita é de assoalho. Estou na dúvida pois quero um ambiente claro não muito carregado. Qual sua opinião o granito branco dallas, ou branco siena onde há passagem única? Tenho medo de colocar o grantio dallas e a escada ficar pesada. Porém acho ele bonito e o siena é mais delicado. Me ajude?

Olá Beth, logo a gente percebe que não é fácil opinar para os outros sem conhecer a casa e trabalhar sobre a planta baixa , mas como a proposta aqui é dar algumas dicas, vamos lá!

Assoalho de madeira tem de vários tons, se o seu for o assoalho de ipê, é sem dúvida o mais escuro e sim pode causar o efeito “carregado” que você menciona.Se for de madeira de tons médios como peroba, sucupira , jatoba, a solução de seguir com a madeira na escada é a melhor, pois além de tudo é mais fácil  de executar  os degraus e cria o continuísmo, ampliando os ambientes.

reformafacil

reformafacil

blogneobambu

blogneobambu

assimeugosto1

 

Repare que neste última a madeira realmente é bem clara e em nenhuma opção estamos vendo as resinas de alto brilho como se costumava usar! Estamos num momento do FOSCO!Muito mais natural.

Numa outra opção, se  próximo da sua escada puder formar uma circulação, ou um hall , uma transição entre sala e escada é possível trabalhar com um granito claro conforme imagens.Busque os granitos que são mais rajados no desenho e de fundo mais claro, ou branco.

bella pedra

bella pedra

meupisolaminado

meupisolaminado

construindoorg

construindoorg

 

Autor: - Categoria(s): dicas, interiores, pergunte que respondo Tags: , , ,
05/05/2014 - 17:47

Iluminar muda tudo

Compartilhe: Twitter

Construí uma casa que a sala de visita e a sala de jantar o forro é de madeira, com pé direito de cinco metros. Gostaria de saber que tipo de pendentes combina com esse tipo de ambiente. As duas salas ficam em um só ambiente.
obrigada

 

Olá Estela, Esta aí uma coisa bem geral de responder, afinal a iluminação de ambientes é uma ciência muito inexata!Ou seja vai depender muito do efeito que você vai querer dar ao ambiente, que tipo de luz natural entra nele, qual o estilo da decoração da casa…Mas o desafio é você trabalhar na iluminação o mesmo estilo na casa inteira.

 

Numa sala onde temos vigas de madeira podemos lançar mão de iluminar indiretamente os tetos criando uma iluminação secundaria de efeito

 

Beautiful-Open-Floor-Kitchen-and-Dining-Area-at-Borreraig-House-with-Light-Wood-Ceiling-Design-and-Modern-Pendant-Lampsimages40JGNKVX

As vezes até tornando a iluminação que vem do teto dispensável usamos muito abajour6

Mas belos pendentes podem ser usados sem cerimonia tanto na sala de jantar como na de estar fazendo um belo jogo de altura e trabalhando com luz filtrada na cúpula.

3dhousewonderful-asian-restaurant-interior-design-white-lampions-wooden-ceiling-as-inspiring-design-915x550

 

Ou diferencial bem a sala de jantar da de estar colocando um único lustre pendente e usando luz de efeito indireto no restante.

wooden-beams-ceiling-in-the-kitchen

 

O interessante é usar dimmer e poder aumentar ou diminuir a potencia, criando cenários distintos com a luz.

Autor: - Categoria(s): construção, dicas, interiores, Sem categoria Tags: , ,
24/05/2012 - 18:51

casa colonial sempre na moda

Compartilhe: Twitter

Olá boa tarde; tenho intenção de construir uma casa simple como sede de fazenda no interior da Bahia, em média de 60 metros, gostaria de saber em média quanto vou gastar. Já percebi que tenho que deixar o terreno plano e outras coisas. Aguardo respostas !!

Olá Eulálio, não precisa deixar totalmente plano, se tiver um desnível de ate 3 metros de altura numa distancia maior igual que 20m, é interessante aproveitar o desnível usando o andar de baixo como um espaço de sala ou serviços.

Na Bahia imagino que o preço do metro quadrado de construção esteja por volta de R$1000,00/m2 pelo menos.O velho e bom estilo colonial geralmente vai te oferecer melhor custo benefício.

 Maior facilidade de achar materiais como tijolos de um fabricante local, janelas que ate podem ser de demolições, telhas capa e canal ou a taubilha, (aquela telha de madeira tão tradicional de algumas regiões da Bahia), forros de fibra de árvores lindos e artesanais.

Pintura feitas tipo caiação em branco, janelas amplas e  coloridas, piso em cimento queimado e  grandes beirais de telhados.É uma receita muito boa

Condominio terravista Trancoso

Hotel Txai

Hotel Fazenda Cala e Divino

Autor: - Categoria(s): construção, miscelanea, pergunte que respondo Tags: , ,
13/04/2012 - 19:10

Ampliando casa antiga

Compartilhe: Twitter

ola! tenho uma casa na chacara que é em estilo barroco, eu acredito. tem janelas bem grandes e com o formato superior arredondado. as paredes são feitas cm tijolos maciços bem grandes atravessados. gostaria de aumenta-la mas nao sei se eu poderia fazer esta construçao anexa em pedras gres. concluindo, ficaria legal aumenta-la com uma construçao toda de pedra? obrigada

Olá Anni

Nestes casos aconselho você a procurar fazer algo de tipologia construtiva diferente da casa antiga, mas sem chamar a atenção.Um exemplo bacana foi feito pelo Arq Isay Weinfeld para esta Fazenda em Campinas.Nota-se ao fundo a casa antiga com as janelas e telhado colonial e ao lado o novo espaço ampliado com uma linguagem totalmente diferenciada , porém de forma sutil sem  concorrer com a atração histórica principal.

Mesmo que a sua construção não seja de valor histórico, vale a pena pensar nesta alternativa.

Usar um material diferente do que você já possui, e respeitar os gabaritos.Muito interessante sua proposta e tenho certeza que você fará um bon negócio preservando a arquitetura original da casa antiga.Adoro estas soluções que além de resgatarem um pouco de história , nem que seja da sua propria família ou do lugar, não deixam de ser uma solução mais sustentável, afinal é uma “reciclagem” de espaços

Autor: - Categoria(s): dicas, pergunte que respondo Tags: , , , ,
04/03/2011 - 11:01

Estruturas Metalicas para Residências

Compartilhe: Twitter

Mari, tenho um terreno em declive, com 12 de frente e 33 de fundo, com queda de 7 metros. Penso em construir usando estruturas de aço invés de concreto. O que pode me dizer sobre este tipo de estrutura, precauções, custos, etc. A casa terá 3 suites e estimo máximo de 200 metros quadrados. Desde já obrigado

Olá Maurício

Você tem um belo terreno e a estruturação em metálica pode ser vista com bons olhos em relação a tempo a um custo competitivo dependendo da região do Brasil que você estiver.também é possível usar estruturas metalicas de forma mista com alvenaria e concreto.As precauções básicas são em relação a ter um bom projetista e uma equipe capacitada que saberá lidar com aspectos de corrosão, modulação, rigidez, exposição e proteção a fogo etc.

PILARES MISTOS

Os pilares mistos, de maneira geral, são constituídos por um ou mais perfis de aço, preenchidos ou revestidos de concreto. A combinação dos dois materiais em pilares mistos propicia além da proteção ao fogo e à corrosão, o aumento da resistência do pilar. Essa combinação contribui para o aumento na rigidez da estrutura aos carregamentos horizontais. A ductilidade é outro ponto que diferencia os pilares mistos, os quais apresentam um comportamento mais “dúctil” quando comparados aos pilares de concreto armado.

Existem também outras vantagens, tal como a ausência de fôrmas, no caso de pilares mistos preenchidos, possibilitando a redução de custos com materiais, mãode- obra e agilidade na execução.
Os pilares mistos são classificados em função da posição em que o concreto ocupa na seção mista. A figura 7 ilustra algumas seções típicas de pilares.

Os pilares mistos revestidos caracterizam- se pelo envolvimento, por completo, do elemento estrutural em aço, conforme ilustra a figura 7(a). A presença do concreto como revestimento, além de propiciar maior resistência, impede a flambagem local dos elementos da seção de aço, fornece maior proteção ao fogo e à corrosão do pilar de aço. A principal desvantagem desse tipo de pilar é a necessidade de utilização de fôrmas para a concretagem, tornando sua execução mais trabalhosa, quando comparada ao pilar misto preenchido.

 

FIGURA 7: Exemplos de seções típicas de pilares mistos.FIGURA 7: Exemplos de seções típicas de pilares mistos.

 

Os pilares mistos, parcialmente revestidos, caracterizam-se pelo não envolvimento completo da seção de aço pelo concreto, conforme ilustra a figura .Os pilares mistos preenchidos são elementos estruturais formados por perfis tubulares, preenchidos com concreto de qualidade estrutural, conforme a figura .A principal vantagem é que este dispensa fôrmas e armadura e é possível ainda a consideração do efeito de confinamento do concreto na resistência do pilar misto. Fonte: portal Metalica

Uma casa em estrutura metálica e revestida em vidro pode ser uma experiência de sucesso no design e na sustentabilidade a R-128

Implantado no topo de uma montanha, com vista para Stuttgart e longe dos olhos de curiosos, o projeto incorporou a experiência fantástica de liberdade e contato direto com a natureza e as estrelas que o casal de arquitetos viveu no Iêmen. Para estar com a natureza, a transparência do vidro. Para estar de bem com o meio ambiente – e com a própria consciência -, uma construção toda erguida com materiais recicláveis, auto-suficiente na produção de energia térmica e ainda capaz de gerar eletricidade por elementos fotovoltaicos.

Continuidade, minimalismo, luxo e muito conforto resumem a ambientação de interiores, pensada para proporcionar o máximo de flexibilidade, característica garantida sobretudo pelas instalações elétricas e hidráulicas, cujos dutos são conduzidos por canais feitos de folhas de alumínio (recicláveis) que atravessam o interior da fachada. Não existindo camada inferior de reboco, ou qualquer outro revestimento sobre o fechamento de vidro, os canais ficam disponíveis e podem ser abertos para alterações em qualquer ponto, e a qualquer hora.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aspecto marcante do projeto da casa R-128, o conceito para produção e reaproveitamento de energia térmica determinou uma estrutura em vidro triplo com 10 cm de espessura, preenchida de gás inerte e barreira de convecção, além de revestida com folha de metal que reflete raios ultravioleta. Assim encapsulada, a casa está totalmente isolada em relação às temperaturas externas e mesmo que o gelo se cristalize sobre a superfície externa da parede de vidro, ou que o verão seja extraordinariamente quente, o interior permanece em temperatura agradável.

A circulação do ar também constitui importante função para a manutenção do conforto térmico e para o caráter sustentável da residência. O sistema regula não só a circulação geral do ar, como promove também a recuperaçao do calor proveniente da exaustão, não perdendo, assim, sua energia térmica. A temperatura interna é automaticamente regulada em cada andar da casa e, caso ultrapasse o nível desejado, os registros de transferência de calor instalados no teto serão preenchidos com água fria. Aquecida pela energia térmica, a água dos registros é bombeada para baixo, onde se encontra o convertor que armazenará seu calor em reservatório isolado, até que ocorra nova queda de temperatura.

Sustentabilidade na pele
Nas fachadas sul e norte, as placas de vidro medem 2,80 m de altura por 1,36 m de comprimento; nas leste e oeste, 2,80 m por 1,42 m. O que definiu as dimensões das placas foi o comprimento máximo possível das folhas de isolamento térmico. Desta forma, priorizou-se um conceito mais econômico, com menor número de peças e, por conseqüencia, maior rapidez de montagem e desmontagem, sem contar a beleza provida pela continuidade.

A casa R-128 prova que um projeto sustentável pode ser arrojado e funcional. Em arquitetura, a sustentabilidade está no aproveitamento das condições climáticas, no baixo consumo de energia, no custo da contrução e no uso de materiais com pouca energia incorporada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conforto Térmico
A temperatura interna é automaticamente regulada em cada andar da casa e, caso ultrapasse o nível desejado, os registros de transferência de calor instalados no teto serão preenchidos com água fria. Aquecida pela energia térmica, a água dos registros é bombeada para o convertor, fixado sob a placa de fundação, que armazenará seu calor em reservatório isolado, até que ocorra nova queda de temperatura.

O ar fresco pode ser aquecido ou resfriado. Para que a temperatura constante do solo seja utilizada como fonte de calor ou de resfriamento para o ar de entrada, ele é transferido primeiramente para o convertor, e, em seguida, sugado pelo bloco sanitário. No inverno, o calor da exaustão será utilizado para o aquecimento do ar frio de entrada, que chegará a 20 graus. Esse sistema complexo de reciclagem da energia térmica limita a perda de calor do ar em até 30% no inverno.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FICHA TÉCNICA
Arquiteto: Werner Sobeck
Projeto geral: Werner Sobeck Ingenieure, Stuttgart
Projeto de energia: Transsolar Energietechnik, Stuttgart
Projeto hidráulico: Ing.-Büro Müller, Weissach

FORNECEDORES
Aço e fachada: Se-Stahltechnik, Stammham; vidro: Glas-Fischer, Murr; Guardian, Thalheim; Bischoff Glastechnik, Bretten; piso: Merk-Holzbau, Aichach; instalações elétricas: Elektro Tausk, Stuttgart; sensores: Jochen Köhnlein Gebäudeautomation, Albstadt; mobiliário: Fleiner, Stuttgart

Por Giovanny Gerolla

Fonte revista AU

Autor: - Categoria(s): construção, miscelanea, pergunte que respondo, sustentabilidade Tags: , , , ,
31/03/2010 - 20:43

Escadas :algumas opções

Compartilhe: Twitter

Boa tarde!
Falei com você pelo telefone, até peço desculpas pelo atrevimento de ligar!
Tenho um sobrado e agora estou muito na dúvida referente ao revestimento da escada. O chã da sala é porcelanato merano bege…
A principio eu e meu noivo tinhamos decidido revestir com o granito verde ubatuba, depois a idéia do marmore travertino, agora até granito são gabriel já falamos, …
Temos que resolver rápido, pois a obra esta super bem encaminhada! Mas não sabemos se a cor da escada deve ser parecida com o chão… se completamente diferente…
Será que pode me ajudar??
Muito obrigada desde já!!!

Leilane
 
 
Olá Leilane!
 
Imagina, não incomoda  não!, mas é que a sua dúvida pode ajudar outras pessoas, e tenho este canal aberto para dar esta assessoria, tá bom?Aliás meu novo blog estreia semana que vem, www.dicasdaarquiteta.com vê se vocês vão lá para postar os comentários!
 
Você sabia que a POrtobello faz porcelanato cortado especialmente para escadas e bordas? Até bancada de pia também?Desculpe aqui não colocar outro fornecedor, mas sei que na TELHANORTE tem outra empresa que também beneficia o porcelanato.O custo ? mais alto que o granito, mas e a beleza da continuidade???Acho que vale a pena cotar
 
Também você pode muito bem fazer sim a escada de um material totalmente diferente do piso como o granito (embora eu ache esta opção super fria com cara de mausoléu) ou cimento queimado, madeira (que vai dar uma aquecida no ambiente), e até marmore travertino nacional ( ficando classico e requintado).
 
Veja estes exemplos que mostram como é possível usar materiais distintos do piso que ficam ótimos!
 
 
 
arquiteta Flávia Ralston
 
 
 
 
 
 
arquiteta Ana Cecília Toscano
Autor: - Categoria(s): construção, dicas, pergunte que respondo Tags: , , ,
25/03/2010 - 20:11

Tendências :Portas e esquadrias de aluminio

Compartilhe: Twitter

Olá, como vai? Parabéns pelo trabalho.

Estou construindo minha casa e estou com dúvida quanto as portas e janelas.

Na sala de jantar/estar quero colocar uma porta pivotante de 1.20m x 2.10m, enfim, não sei qual tipo de alumínio (branco ou comum) combina mais com este tipo de porta visto que estudo a possibilidade de colocar esquadrias de alumínio na casa toda.

Outra coisa, também pretendo colocar porta camarão no banheiro de 0.7m x 2.10m. O que você acha deste projeto? Grato pela atenção,

Alex.

Olá Alex, acho muito interessante as portas pivotantes tão em moda não é mesmo?

Só um cuidado; veja o quanto elas vão te tomar o espaço, para não atrapalhar uma circulação etc.

Se for optar por todas as esquadrias em alumínio, então escolha da mesma cor.

Tenho usado muito a cor preta para sair da mesmice do branco…Ou então as cores metálicas como a de um aço escovado.

projeto de green house em Chicago -EUA da MK Solaire

Esquadrias  da empresa Goinana JRALUMINUM

Acima modelo executado pela KIKOS ESQUADRIAS

Autor: - Categoria(s): condominios, construção, fornecedores para obra, pergunte que respondo Tags: , , ,
22/02/2010 - 20:30

telhado ecologico = telhado vivo

Compartilhe: Twitter

Boa tarde Mariche. Primeiramente, sou leitor assíduo de sua coluna. Estou pensando seriamente em colocar um telhado ecológico em casa, vasculhei a net em busca de informações a respeito. Minha intenção é colocar para ajudar na temperatura da casa, que é muito quente. Procurei na sua coluna, mas não encontrei nada a respeito. Caso eu não tenha “comido bola” voce pode escrever algo a respeito? Os fornecedores dizem que este tipo de produto oferece conforte térmico e acústico (evita reverberação). É isso mesmo?
Obrigado.
Rafael

Olá Rafael, muito oportuna sua questão!

 

Telhados ecológicos! O que são??

 

Podem ser várias coisas, ou assumir várias formas Vou abordar os telhados vivos que são diferentes de telhas ecológicas que podemos abordar num próximo post!

 27_1023_22

Os primeiros registros de utilização de telhados vivos vêm dos tempos da Babilônia

Os Jardins da Babilônia, considerados uma das sete maravilhas do mundo antigo, eram irrigados pela água bombeada do rio Eufrates.

Nessas coberturas, estavam plantadas árvores e flores tropicais, além de alamedas de palmeiras.

 

Principais benefícios

 

Custos: as despesas para instalação da estrutura completa de uma cobertura ecológica – incluindo o subtelhado – é em torno de R$ 150 por metro quadrado, valor similar a de um telhado de cerâmica envernizada, com bom acabamento. Pluvial: o telhado ecológico pode diminuir o risco de enchentes em áreas urbanas. Durante a chuva, a água se acumula no substrato, retardando em praticamente 15 minutos a velocidade de escoamento para os bueiros. Esse processo dá tempo para que haja uma maior vazão no sistema pluvial

 

Redução do aquecimento urbano: a água acumulada nos substratos da ecotelha consome energia do ambiente para evaporar, acarretando o arrefecimento do calor urbano aglomerado em áreas asfaltadas e com grandes massas de concreto.

 

Conforto térmico: em função de ser uma estrutura compacta, a cobertura viva tem um grande poder de isolamento térmico, evitando a perda de calor dos ambientes internos para o exterior em períodos de frio. No verão, o ecotelhado acaba arrefecendo as dependências por meio da evapo-transpiração das plantas.

 

Conforto acústico: pela sua massa o telhado, consegue evitar a reverberação dos sons internos para a rua, assim como impede a penetração dos sons do exterior para dentro da cobertura.

 

As plantas mais utilizadas são as xerófilas, similares aos cactos, que economizam água e podem sobreviver em condições adversas em cima do telhado.

 

Essas espécies não necessitam de regas nem de podas Antes da instalação das ecotelhas, o subtelhado é coberto com uma geomembrana extremamente forte que impede a passagem de umidade no telhado, assim como a entrada de insetos e animais. São instaladas quatro telhas por metro quadrado Módulos de cimento com dimensões de 68cm x 35cm, onde são cultivadas plantas que exigem pouco substrato e pouca irrigação.

 

 

O telhado vivo pode amenizar o superaquecimento urbano, além de auxiliar na retenção da água da chuva – afirma o engenheiro agrônomo João Manuel Linck Feijó, que há três anos desenvolve o sistema arquitetônico.

Essa nova opção de design também cria um diferenciado visual paisagístico nas cidades, em espaços até então tomados pelo concreto.

 

Vejam esta seqüência de preparação para colocação das espécies e as perguntas e respostas do internautas deste site sobre o produto

24_324_824_1024_14

1) O ECOTELHADO vegetado atrai insetos?

Existem insetos que são caracteristicos do interior de casas como baratas, moscas, mosquitos, pulgas, que em geral são atraidos por detritos humanos.

O Telhado vivo atrai insetos como borboletas, besouros e outros de hábitat externo a moradia. Esses insetos são essenciais a vida de outros seres como pássaros.

Uma das vantagens dos telhados verdes é reestabelecer o espaço vital para outras espécies nas cidades.

2) Como se dá a manutenção do ECOTELHADO?

Todo Telhado Verde requer alguma manutenção em algum tempo. Para o ECOTELHADO recomenda-se fazer uma ou duas visitas anuais que possa verificar a presença de espécies indesejadas como arbóreas. Em caso de notar fraqueza nas plantas, pode se utilizar fertilização com algum composto orgânico em pequena quantidade. Esse fertilizante pode ser encontrado em floriculturas, casas rurais e supermercados.

3) É necessário irrigação?

É recomendável reservar um ponto de água com boa pressão para irrigação ou sistema de irrigação automatizado para telhados maiores, mesmo que para uso eventual. Em locais do Brasil de estiagens prolongadas o uso da irrigação é imprescindível. As plantas selecionadas para o ECOTELHADO possuem o mecanismo de fotossíntese chamado metabolismo ácido das crassuláceas, que as faz resistentes à seca. Elas fecham os estômatos durante o dia e trocam os gases durante a noite de forma a não perder água. Isto faz com que o metabolismo seja mais lento.

4) É preciso podar o telhado de grama?

No sistema modular ecotelhado, não recomendamos a grama porque ela exige muita água e tambem cortes frequentes. Utilizamos plantas de porte baixo como os sedum que não exigem poda e requerem pouca água.

Quando faz-se necessário o uso da grama optamos pelo sistema laminar para lajes planas.

5) As ECOTELHAS (módulo ecotelhado) agüentam uma pessoa caminhando sobre elas?

Sim, foram projetadas para suportar tráfego ocasional durante as manutenções. Entretanto não é recomendável o pisoteio das plantas.

6) O ECOTELHADO funciona como um telhado comum? Ele passa umidade?

O ECOTELHADO é composto do conjunto formado pela Ecotelha vegetada e sub-telhado que pode ser de telha de fibrocimento, metálica, laje de concreto impermeabilizada, telha cerâmica e/ou Geomembrana de PEAD. O sub-telhado fornece a estanqueidade do telhado enquanto que a Ecotelha possui os outros atributos que se quer de uma cobertura. A impermeabilização constituída pela telha e/ou Geomembrana PEAD isolam totalmente o interior do ambiente, da umidade, enquanto que a Ecotelha vegetada, que vai sobreposta ao sub telhado, tem a finalidade principal do isolamento térmico e acústico, além dos benefícios ecológicos ao ambiente e à beleza natural da vegetação.

7) Porque eu trocaria meu telhado comum por um telhado de grama?

Porque o telhado vivo é muito bonito; Porque transmite bem estar e empatia a quem olha; Porque tem excelente conforto térmico no inverno e verão; Porque tem ótimo isolamento acústico, absorvendo ruídos; Porque reduz o calor urbano; Porque reduz o impacto de dióxido de carbono, a poluição de nitrogênio e neutraliza o efeito da chuva ácida; Porque reduz o volume do pluvial e seu impacto sobre cursos d’água; Porque vivem melhor, as pessoas que estão em harmonia com a natureza. Porque o telhado verde proporciona conforto térmico excepcional.

8) O que é a ecotelha? De que é feita?

A ecotelha é composta de um substrato rígido com características de drenagem ideais e componentes retentores de umidade e nutrientes. O conjunto previamente plantado com espécies selecionadas pode ser transportado com facilidade.

9) O ECOTELHADO não é muito mais pesado que o telhado tradicional?

O Sistema Modular Ecotelhado é classificado como extensivo e seu peso saturado é de 50kg/m² que é o peso de um telhado cerâmico convencional.

10) Qual a diferença de preço entre o Ecotelhado e os telhados tradicionais?

O valor do investimento é em geral o mesmo, considerando-se um telhado de boa qualidade.O ecotelhado pode ser colocado diretamente sobre a laje impermeabilizada, não necessitando de armação de madeira.

Quando levamos em conta os benefícios de conforto térmico, retenção de água, limpeza do ar e vida útil de duas a três vezes maior, a vantagem é grande a favor do telhado verde.

11) O sistema ECOTELHADO é aplicável a grandes terraços ou nesse caso, seria mais adequado utilizar uma cobertura de solo e plantas diretamente sobre a laje?

O Sistema é vantajoso tanto em casos de pequenas como grandes áreas, planas ou inclinadas. Proporciona uma boa fixação para as plantas com boa drenagem com suprimento de água adequado. A estrutura rígida da ecotelha (módulo ecotelhado) evita a compactação do substrato nutritivo e do sistema radicular das plantas. O módulo Ecotelhado evita a erosão do substrato em telhados inclinados.

Uma das vantagens é a do módulo do telhado vivo poder ser movido com facilidade em caso de eventual manutenção sem perda das plantas.

A ecotelha pode ser colocada sobre a geomembrana, proporcionando vantagens de rapidez, drenagem, mobilidade, isolamento térmico e acústico a custo reduzido quando comparada a outros métodos.

12) O Telhado Verde diminui o calor?

Os telhados convencionais feitos de concreto, telhas cerâmicas, telhas metálicas, ou fibrocimento, acumulam o calor e o transferem para dentro do prédio. No telhado verde a cobertura vegetal se encarrega de dissipar ou consumir esta energia pela evapotranspiração e pela fotossíntese, não restando nada a ser transferido para o interior da casa.

 

http://www.ecotelhado.com.br24_17

Autor: - Categoria(s): cidade e cidadania, construção, desenhos, pergunte que respondo, sustentabilidade Tags: , , , , , ,
17/02/2010 - 19:58

Tudo branco

Compartilhe: Twitter

Ola Mari estou reformando minha casa, gostaria que você me ajudasse escolher um piso bonito para minha casa,meus moveis são brancas, pois adoro coisas brancas , que piso devo colocar na minha casa? Que cor. Ficaria alegre se pudesse me ajudar. Abraço.

Olá Samira Eu adoro branco também, estou fazendo um showroom de uma empresa com piso branco em epóxi.Está ficando muito bom.

 Também te recomendo o cimento queimado com pó de mármore que é aplicado no finalzinho, fica um pouco rústico, mas com um visual muito aconchegante! 

Adoro o resultado de cerâmicas brancas de pequenos formatos como 20×20 da Lepri Cerâmicas, por exemplo.

 Também é interessante, mas requer cuidados de manutenção a colocação de pisos cimenticios como Solarium ou Castelato na cor branca.

Pode investir mais?Uns R$ 900,00/m2? Bom, neste caso temos várias opções nos mármores tyvec, calacata, piguês, carrara, thassos…Maravilhosos!

 

Olha o piso em Castelatto

castellato

 

E por quê não um ladrilho hidráulico para compor no cimentado? Aceita dar uma quebrada com um pouco de preto?

ville rose2

 

E se o espírito for dar um ar de Grécia? Com alguns toques azuis?

 

ville rose1

 

E olha como o branco remete a limpeza e frescor?

Neste projeto de Jean Nouvel para uma piscina pública

dock08

 

Adoro este arquiteto Gus Wustemann , com este projeto de loft  com inspiração em geleiras

 glacierloft2

glacierloft4

http://www.guswustemann.com

Autor: - Categoria(s): fornecedores para obra, interiores, pergunte que respondo Tags: , , , , ,
09/02/2010 - 19:12

Ideias boas de casas

Compartilhe: Twitter

Oi Mary Comprei um terreno com 12 de frente 37 de comprimento por 18 de fundos, e o mesmo começa com declive de 2,5 mts ao nível da rua e depois vai tornando bem mais suave (na extensão de 33 mts um declive próximo de 2 mts. Penso em fazer uma casa de e quartos , suíte, garagem e no Maximo de dois níveis. Por gentileza, tens alguma sugestão ou algum projeto similar para que possamos ter uma noção?

Olá Joseph , idéias, mais idéias, vamos lá.Um projeto para um terreno maior que o seu e com um pouco mais de declividade.Para uma casa em Barueri o Arq Marcio Mazza se aproveitou da declividade e dividiu a casa em dois blocos em níveis diferentes, setorizou os ambientes e mexeu muito pouco com terraplanagem.Esta é uma ótima receita!Veja como ele interpretou esta receita:

 corte marcio mazza

2pav marcio mazza1 pav marcio mazza

resultado estético:

cobertura_escada

O visual e acabamentos estão meio brutalistas, por opção provavelmente de cliente e arquiteto,  mas você pode dar toda uma releitura deste conceito, utilizando outros métodos construtivos também.Daí vem minha eterna dica, contrate um arquiteto!

Autor: - Categoria(s): construção, desenhos, pergunte que respondo Tags: , , , ,
Voltar ao topo