Publicidade

Publicidade

19/06/2014 - 13:59

PAREDES ACÚSTICAS EM GESSO ACARTONADO

Compartilhe: Twitter

Bom dia, Mari. Vi suas dicas, nem sei se ainda você as dá. Moro em Belo Horizonte e em uma casa geminada. Nunca tive problemas de ruídos com o meu vizinho, que é uma pessoa boa e nunca tivemos problemas, porém, ultimamente está acontecendo problemas com ruídos no quarto dele que tem a mesma parede com o meu quarto. O filho deles de 10 anos dorme com eles e parece que a cama deles é rente à parede, e, além dos gritos de brincadeiras de “lutinha” entre pai e filho, há sempre barulhos na parede que me parece de pés batendo. Além disso, um certo dia da semana, eles chegam tarde do culto da igreja e demoram para dormir, e o menino fica brincando até tarde. Como durmo cedo, por volta das 22:00 porque tenho que acordar cedo, por volta das 05:20, perco o sono e estou ficando irritada com a situação, porém, acho que se as paredes tivessem sido isoladas acusticamente, eles teriam o direito de fazer o barulho que quisessem sem me incomodar. Observei que existe o sistema de gesso acartonado – dry wall, porém, as portas do meu banheiro e do quarto, estão com no máximo 10 centímetros de espaço entre a parede e o alisar, e, pior, a do quarto, está rente, e teria que mudá-la de lugar para conseguir os 10 centímetros. O que fazer, compensa fazer este procedimento com apenas 10 cm e será que vai resolver?

Olá Monica, pois é já dei a dica aqui antes e deu certo num cliente.A dica foi justamente fazer uma estrutura para gesso acartonado direto sobre as paredes contíguas ao do vizinho.Entre a parede existente e as chapas do gesso, cobrir em 100% dos espaços com lã de rocha ensacada.

 

 

esquema de colocação da manta isolante:site isoline

 

Cuidado com os pontos de elétrica,  e os montantes, pois são pontos que não estão cobertos com a lã e serão focos de barulho.Com isso você estará perdendo 7,5cm no máximo, se quiser melhorar ainda mais use duas camadas do gesso acartonado.Importante esta solução melhora muita a acústica, mas se os pisos das casas forem contínuos ( em casas antigas o mesmo assoalho de madeira passa de cassa em casa!) os ruídos reverberam através destas estruturas.Então é uma solução para casas construídas em alvenaria!

 

Uma simples parede de gesso acartonado com 16cm de espessura, com lã de vidro no interior, pode-se obter o mesmo isolamento acústico do que um muro de concreto de 18cm de espessura = 60dBA, entretanto a parede de gesso pesará apenas 40Kg/m², contra os 414Kg/m² do muro de concreto.

As formas conhecidas de se obter isolamento acústico são :

– Lei da massa
Diz que quanto mais pesada a barreira acústica maior o impedimento para o som passar de uma lado para o outro desta barreira, lembrando-se de um muro de concreto.

– Lei da massa + mola + massa
Diz que quanto mais alternância de materiais com espessuras e densidades diferentes maior o isolamento acústico, lembrando-se dos vidros duplos das janelas acústicas.

 

 

Autor: - Categoria(s): construção, desenhos, dicas, pergunte que respondo Tags: , , , ,
03/03/2010 - 11:54

Blocos aparentes, quais os melhores para conforto?

Compartilhe: Twitter

Oi Mari estou pensando em construir uma casa com bloco de concreto mas estou insegura pq algumas pessoas falam bem e outras falam mau e como não sou da área não sei avaliar os prós e os contras. Você pode me ajudar? Gostei muito do estilo da casa que você mostrou e estou pensando em algo parecido. Aguardo resposta.

Att
Bete

Olá Bete

Para começar alguns dados técnicos  para comprovar  comportamento de blocos cerâmicos comuns e os blocos de concreto celular que pesquisei.

 O tijolo cerâmico é uma vedação amplamente utilizada e um elemento já enraizado na cultura popular. O resultado do isolamento desta vedação é utilizado como parâmetro de comparação entre os sistemas novos e o que a população já se apropriou. O painel de concreto é uma alternativa de vedação que vêm sendo utilizado com mais freqüência, principalmente em empreendimentos comerciais, mas ainda pouco difundido em edificações residenciais. E os painéis de PVC e de chapa zincada se apresentam como alternativas recentes, propostas para uso em habitações populares, mas que sofre com o “pré-conceito” existente entre a população. Todos são utilizados no Brasil como vedação externa e também interna e se apresentam como sistemas construtivos independentes para residências térreas, como os painéis de PVC com lã de vidro e o painel de chapa zincada.

Os resultados dos ensaios e o índice de redução sonora são comparados aos valores de isolação sugeridos pelo projeto de norma SC136 e pelas recomendações norte americanas do para isolação entre ambientes.  

De acordo com o IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – o índice de redução sonora do tijolo cerâmico furado tipo “baiano” espessura de 9 cm, assentado em pé, 1,5cm de reboco apresentou classe de transmissão sonora igual a 38dB. O tijolo cerâmico é o tipo de alvenaria mais utilizado no Brasil. Existem muitas situações em que este material é adequado para isolar o ruído externo, porém em situações críticas, de ruído externo, este é utilizado “deitado”, até mesmo paredes duplas, dependendo do nível sonoro requerido no interior do ambiente e do nível de ruído externo.

 

O índice de redução sonora (Rw) deste material resultou em 42dBA Significa que uma parede constituída de blocos de concreto celular autoclavado, sem nenhum elemento inserido na sua superfície – uma janela, por exemplo – atende como vedação de uma sala de estar de uma residência que exige um ruído de fundo entre 40 a 50dBA, desde que o ruído externo não ultrapasse valores de 82 a 92dBA. Este nível de ruído representa, por exemplo, uma avenida movimentada, ou um rádio caseiro ligado em volume elevado. Além disso, o isolamento deste bloco, de espessura de 12,5cm é melhor que o do tijolo cerâmico, tipo “baiano”, com espessura de 9cm. Pode-se concluir que o isolamento do bloco de concreto celular autoclavado é compatível com o desempenho requerido em uma residência, por exemplo.

Geralmente um bom isolante acústico também pode se fazer de bom isolante térmico, mas nem sempre! Por isso ando pesquisando também para meus projetos blocos que possam ser utilizados para ambas as situações críticas

 

Bloco Térmico da ECOPORE

Dados do fabricante atestam Estabilidade mecânica, conforto térmico-higrométrico, estanqueidade à chuva, segurança ao fogo, conforto acústico, durabilidade, adaptação à utilização, facilidade de execução, economia, são as exigências mais relevantes de desempenho das paredes exteriores, envolventes dos edifícios.

As alvenarias realizadas com o bloco térmico ThermoBloco da ECOPORE proporcionam um isolamento térmico aliado a boa resistência mecânica, satisfazendo as exigências técnicas de mercado.

O Sistema de Blocos seria concebido especialmente para realizar paredes exteriores ou divisórias confrontando com zonas não aquecidas em pano simples sem qualquer complemento de isolamento térmico.

Segundo eles os Blocos Térmicos constituem um excelente isolamento térmico e uma boa resistência mecânica. Permitem realizar paredes exteriores com:

  • estabilidade mecânica;
  • segurança ao fogo;
  • estanqueidade à chuva;
  • conforto termo-higrométrico;
  • conforto acústico;
  • durabilidade;
  • adaptação à utilização;
  • facilidade de execução
  • economia

 

O sistema destina-se a edifícios de habitação ou serviços. As paredes exteriores deverão ser sempre revestidas, pelo menos exteriormente.Neste caso não fica aparente como a gente vê nos projetos…Ainda irei me aprofundar mais nesta pesquisa! Vale a pena!Veja abaixo os blocos aparentes…

inst88_01_03_09

estudio6_yamada_01

acima projeto do studio 6 arquitetura para residencia na aldeia da serra-sp

Existem testes e produtos  sendo inserido no mercado com adição de agregados, ou resíduos como o poliuretano , que podem os tornar mais leves e melhores em conforto, mas é preciso que seja realmente testado ou comprovado e logicamente se estão dentro das normas que avaliam e atestam a qualidade destes produtos

Autor: - Categoria(s): construção, desenhos, dicas, pergunte que respondo Tags: , , , , , , ,
28/01/2010 - 19:52

Pastilhas de vidro são muito versáteis

Compartilhe: Twitter

Olá!Gostaria de uma sugestão. Comprei um apto, e os banheiros só possuem azulejos no box, assim como a cozinha só possui azulejos na parede da pia…No entanto não encontro mais os mesmos azulejos, e pra encomendar, dizem que as cores nunca serão as mesmas ….O que eu poderia fazer pra que não fosse necessário tirar os que já estão?Aguardo ansiosa sua sugestão!

 

Fácil Fabiana!Faça o complemento com um material totalmente diferente para dar um “up” no seu banheiro e cozinha.

 

Claro que tudo vai depender do seu bolso, mas por um valor bem em conta , a partir de R$35,00/m2  da Colortil ou Colormix você consegue belas pastilhas de vidro.A cor deve combinar com o azulejo que você já possui, se for bege claro, combine com cores quentes como caramelo ou relaxantes como azul ou verde.Se for branco daí a escolha é maior e você pode até adquirir pastilhas tipo miscelânea.Neste caso as pastilhas já vêm misturadas aleatoriamente em cores definidas por você numa placa 30x30cm.Logicamente feito sob encomenda ficaria mais caro.Se puder investir bem mais você já consegue produtos diferenciados como a Vidrotil, Vidroreal e Mosaik, esta última fabrica pastilhas em aço inox, um luxo que pode custar mais de R$ 500,00/m2.

Então aproveite a chance de dar este glamour aos seus ambientes!

 

 vidrotil 4

vidrotil 5

 vidrotil2

vidrotil 3

 

mosaicos acima da VIDROTIL

colormix 3

colormix1

colormix2

Ambientes acima da Colormix

Autor: - Categoria(s): dicas, pergunte que respondo Tags: , , ,
21/03/2009 - 22:51

Existem outros tipos de textura fora o Grafiatto

Compartilhe: Twitter

Mari Cecchini, a partir de agora você é minha inimiga. Quando você indicar textura, voltarei falar com você. Risos

Olá Cristiano,

Eu indico sim textura, e vou sempre indicar desde que internamente não seja o GRAFIATTO, por uma questão de beleza e praticidade.

Não acho fácil de limpar, é desagradável ao toque e vamos combinar que já deu…

Existem outras texturas com um toque mais suave, ou as texturas que usam gel envelhecedor, ou ainda as técnicas de envelhecimento, e as tipo marmorizadas sempre dependendo do ambiente.

Existem as massas prontas que são aplicadas direto sobre a alvenaria que nunca usei, mas gostaria de experimentar como as da Weber Quartzolit. Elas já vem na cor desejada, protegem a estrutura e conferem um toque em especial com a gama de opções que existem.

Enfim, gosto do grafiato, mas para lado externo das casas, então seu trabalho está garantido, mas temos que inventar texturas novas aos nossos clientes, não acha?

Boa sorte!

Autor: - Categoria(s): dicas Tags: , , , , , , ,
11/02/2009 - 17:49

Textura grafiato NO MORE!

Compartilhe: Twitter

Coloquei uma sanca na sala, porta de madeira, janela batente de madeira com vidro blindex fumê, porta camarão, rodapé todos pintados em mogno brilhante e o piso é branco de carrara porcelanato. Queria saber se fica bom eu fazer um grafiato em uma das parede e qual cor devo usar para não carregar o ambiente. Sem mais. Obrigado.

Olá Sérgio,

Vou criar muitos inimigos agora: Não se usa mais grafiato!!!!!!!!! PLEASE!

Não posso dar dica usando grafiato, pois esta textura que já está bem batida e é de uso EXTERNO.

O que é tendência e sempre vai ser é pintura lisa acetinada aveludada. A cor? Bom a cor, no seu caso, poderia ser um verde com toques de marron ou cinza a cor no catálogo da CORAL é 10GY 30/104. É chique, combina com mogno, é serena e refrescante.

Boa sorte!

Autor: - Categoria(s): miscelanea Tags: , ,
Voltar ao topo