iG

Publicidade

Publicidade

04/02/2015 - 18:37

Área externa agradável virou estufa

Compartilhe: Twitter

Acabamos uma reforma e ampliação da casa com uma área gourmet, cozinha sala de tv e churrasqueira e ainda ampliei com 13 metros de pergolado que seria uma varanda, como em Curitiba faz muito mais frio que calor, resolvemos fechar esse pergolado com vidros no teto e parede, o problema é que ninguém consegue ficar em baixo dessa cobertura nesses dias de calor intenso, como posso resolver esse problema sem perder a vista que é maravilhosa. Não aguento mais essa sauna seca.

 

Olá Leda, super legal o ponto que você trouxe, no nosso clima aqui no sudeste pode ser bem frio, mas com a incidência de sol direto, vira um inferno.

Imaginando que você não tivesse feito sua obra sem consultar um profissional que faz este tipo de planejamento , você pode buscar aconselhamentos com fabricantes de cobertura ou de vidro.

Daí encontraremos vários tipos de vidros e suas várias aplicações.Existem vidros especiais para uso em coberturas que controlam a incidência de luz solar que, entre outras vantagens, permite iluminação natural, reduz a utilização da luz artificial, promove a interação das pessoas com o meio externo, atua como barreira aos raios ultravioletas (UV), traz segurança, reduz a entrada de ruídos e de calor e é 100% reciclável, sendo grande aliado da sustentabilidade.

glassec

Pode-se encontrar no mercado diferentes tipos de vidro de controle solar: coloridos, refletivos e de baixa reflexão, sendo que estes últimos se dividem em seletivos e de alta seletividade (ver abaixo). A definição do mais adequado para cada projeto vai depender de alguns fatores, como a escolha da cor e o tamanho da área envidraçada, seguidos pela performance térmica e luminosa desejada.

 

setor vidreiro

metrouruguai

DADOS do CEBRACE:

Colorido: vidros float que recebem na sua composição a adição de alguns minérios que dão a coloração final ao vidro. Por ter sua massa colorida, eles absorvem parte do calor incidente em sua superfície e, com isso, diminuem a entrada do calor para o ambiente interno.

Produtos Cebrace: Emerald

 

Refletivo: vidros de controle solar com aspecto refletivo que conseguem barrar uma boa quantidade de calor, mas, por sua característica de alta reflexão, têm em geral uma baixa transmissão luminosa. Por barrarem a entrada de calor em detrimento a entrada de luz, são considerados vidros de baixa ou média seletividade. Sua utilização garante ampla economia de energia, além de garantir uma temperatura mais amena nos ambientes não climatizados e um aspecto moderno e privativo nos edifícios.

Produtos Cebrace: Reflecta Float e Cool Lite Classic

 

Baixa reflexão: vidros que conseguem agregar todos os aspectos de sustentabilidade, pois barram a entrada de calor ao mesmo tempo em que mantêm uma boa transmissão luminosa. Por serem bastante claros, permitem boa interação entre os ambientes internos e externos.

Podemos separar os vidros com baixa reflexão entre:

Autor: - Categoria(s): construção, dicas, estruturas, exteriores, pergunte que respondo Tags: , , , , ,
11/11/2009 - 18:01

Vidro ou Policarbonato?

Compartilhe: Twitter

Olá!!!
Pretendo cobrir a caixa da escada de 2,60×4,00 da minha casa com vidro ou policarbonato.
Qual o mais indicado, em função do barulho que faz quando chove forte?

O a telha de vidro comum é melhor?
Por favor me ajude a decidir…
 

Olá Rosa, muito bem lembrado, vidro ou policarbonato?Existem vantagens e desvantagens.O policarbonato geralmente vai custar uns 30% mais barato e  sua estrutura também, pois é um material mais leve e pode trabalhar bem com aluminio.Só que quando chove…

O vidro  pode ser mais resistente  e ter maior durabilidade se for laminado e portanto bem mais caro, mas fará bem menos barulho.

Comparando vidro laminado  com policarbonato compacto , o vidro será mais caro porém terá melhor desempenho acústico e maior vida útil.Os dois produtos você irá encontrar em vários tipos de cores e uma preocupação de desempenho térmico que é outro fator que você deveria se preocupar.O policarbonato compacto tem adição de filme que filtra porcentagens de luz solar, idem os vidros laminados, com a especificação para isso.

Cuidado para não cosntruir uma caixa de luz e fazer dela um forninho!

É preciso bolar com seu construtor ou fornecedor, uma saída de ar lá em cima fazendo o efeito “chaminé”, assim você tem uma ventilação cruzada e ajuda a refrescar a casa pela escada.Importante disso é poder controlar esta abertura, já que nos dias frios você pode precisar do efeito ao contrário!!!Fora os insetos etc.

Os vidros tem um peso bem maior, então contrate empresa credenciada que fará um projeto sob medida, de preferencia para empresas tocadas por engenheiros ou arquitetos. Hoje posso te indicar a VOCON aqui de  São Paulo

 

Foto026

42269590_1

principal_centro_02

monteiro ribeiro 

 monteiro ribeiro coberturas

cobertura Silent Gliss

 
cobertura Silent Gliss

A cobertura Silent Gliss está sendo considerada uma verdadeira evolução de tecnologia e design no controle da luminosidade e o calor em greenhouses e ambientes com tetos ou coberturas em vidro. Este sistema de proteção solar tem uma excelente relação custo/benefício e protege objetos de decoração, pisos e quadros dos raios solares.

Guiado por dois trilhos laterais, o tecido forma dobras elegantes com a aparência de uma cortina Romana e traz um toque clássico ao projeto. Os trilhos podem ser curvados e adaptados às várias formas e inclinações de teto de vidro, atendendo com facilidade projetos complexos ou com alto nível de dificuldade.

Algumas informações do fornecedor PRODUTEK que trabalha com policarbonato:

 

  • Coberturas em policarbonato ( Transparência) – Nos ambientes onde são instaladas
  • as coberturas em policarbonato tem um aproveitamento da luz natural, criando uma sensação de amplitude em locais reduzidos, principalmente quando são escolhidas as cores claras para fazer a cobertura em policarbonato 
  • Coberturas em policarbonato (Segurança ) – As coberturas em policarbonato são inquebraveis , o policarbonato são excelentes para substituir o telhado em diversas areas , o policarbonato suporta impactos, o policarbonato resiste ao sol ..
  • Menor Peso – As chapas compactas pesam metade que as de vidro e as alveolares têm apenas 10% de seu peso.
  • Estética – As chapas de policarbonato, para uso externo, possuem um tratamento contra o ataque dos raios ultra-violeta, mantêm a transparência e a resistência ao impacto ao longo dos anos de exposição direta ao sol.
  • Versatilidade para seus projetos – Podem ser usadas em formas planas, como janelas e tetos, por exemplo. Adaptam-se também a formas curvas, com raios menores que os permitidos pelo acrílico. Em projetos mais sofisticados, o policarbonato pode submeter-se ao processo de termoformagem a quente e manter suas propriedades originais.
  • Uso contínuo – As chapas de policarbonato podem receber uma proteção superficial anti-risco ou auto-limpante. Com essa proteção especial, podem ser utilizadas em portas de acesso, vitrines, aparadores e balcões. Ficam perfeitas para utilização em locais sujeitos à abrasão e que exigem limpeza constante.
  • Prevenção de incêndios – Por ser um material auto extinguível, o policarbonato evita a propagação de fogo e os gases gerados são menos tóxicos que os do acrílico.
  • Economia – O peso necessário de uma estrutura que suporte a chapa de policarbonato é muito menor que a do vidro, o que se traduz em uma enorme economia.
  • Os gastos com manutenção são muito menores uma vez que a manutenção é mínima. As chapas podem ser manipuladas no local onde será realizada a instalação. É mais eficiente no aspecto térmico, uma vez que sua condutibilidade térmica é menor que a do vidro.Graças a sua propriedade retardante de combustão, os custos atribuídos a segurança contra incêndio não necessitam de maiores investimentos.
  • Alveolar – Chapa de policarbonato alveolar, com tratamento contra o ataque dos raios ultra-violeta em um dos lados, também pode ser curvada a frio.
  • As chapas de policarbonato alveolar podem ser utilizadas nas mais variadas situações, tais como: coberturas de piscinas, sheds, lanternins, clarabóias, jardins de inverno, garagens, estufas de plantas etc.
  • Compacta – Placa maciça, com tratamento contra os raios ultravioleta em um ou dois dos lados.
  • Por sua transparência o policarbonato compacto é muito semelhante a um vidro temperado/laminado, porém com possibilidade de ser curvado a frio e com uma resistência a impacto muito superior.(250 vezes mais que o vidro)
  • Telhas – As telhas em policarbonato possuem tratamento contra o ataque dos raios ultravioleta, garantindo assim uma vida útil muito maior do que as telhas de fibra de vidro ou PVC, não amarelam ou perdem transparência. Recomendadas para todas as aplicações onde se requeira iluminação natural com baixo custo.
Autor: - Categoria(s): dicas, fornecedores para obra, pergunte que respondo Tags: , ,
Voltar ao topo