Publicidade

Publicidade

Arquivo de fevereiro, 2011

09/02/2011 - 16:10

Como se prevenir dos estragos e tirar bom proveito da chuva

Compartilhe: Twitter

Ao que tudo indica, as tempestades deram uma pausa. Aproveite esse momento para avaliar os danos no imóvel e implantar melhorias para aproveitar a água da chuva.

Fique atento(a) – Procure por trincas, fissuras, rebocos vencidos, problemas em esquadrias, lajes com infiltrações e até impermeabilizações dos solos mal feitas ou vencidas. Onde há umidade o mofo, as bolhas e os descascados são inevitáveis.

Retire os mofos e o bolor – Lave bem o local com mistura de água e agua sanitária, retire o excesso com água limpa e deixar secar. Lixe a superfície para remover o bolor. Com a parede seca, pinte a parede.

Bolhas e Descascados – Raspe a região estragada e lixe na sequência para nivelar a superfície. Remova a poeira acumulada com pano úmido. Quando seco, pinte em camadas de tintas transpirantes como PVA/acrílica e evite as de esmalte, que pode criar bolhas.

Aplique argamassa em rebocos e lajes – Utilize brochas e pinceis flexíveis para evitar trincas. Opte por argamassa impermeabilizante superflexivel elastomérica, que veda a passagem da água e é mais fácil de aplicar. É recomendável que passe uma demão por dia durante quatro dias seguidos.

Previna-se – Drene o terreno, limpe as caixas de inspeção; cheque anualmente as vedações nas esquadrias, as calhas e o telhado; desobstrua a tubulação e remova os resíduos. Pinte o lar a cada quatro anos e faça reparos no reboco para manter as paredes impermeáveis. Por fim, invista num beiral para evitar que paredes e esquadrias fiquem expostas às intempéries.

Aproveite a água da chuva – Utilize as calhas dos telhados para coletar água das chuvas, que conectadas a um filtro autolimpante, encaminham a água já purificada até um tanque subterrâneo ou cisterna, que estoca o líquido sem contaminação. A água pode ser usada para diversos fins, desde descarga em banheiro até torneiras externas para irrigar jardins, piscina, e limpar carros e calçadas.

Autor: - Categoria(s): dicas, miscelanea Tags:
Voltar ao topo